Arquivos do Blog

08 de março Dia Internacional da Mulher??? Você #sabia que???

Este Texto original escrito em 2010, puxa só piorou……mas faço minha homenagem atualizado por mulheres que representam muito na minha vida…..Mulheres sintam se Homenageadas….#maximoRESPEITO

Meditando

“Uma esposa exemplar; feliz quem a encontrar! É muito mais valiosa que os rubis.”

:PROVÉRBIOS 31:10

Valeria Vieira

“Quando vejo as mulheres da Biblia, ocupando posições estratégicas de influência e de liderança, sendo colocadas meticulosamente no lugar certo e na hora oportuna, percebo o quanto Deus valorizou a mulher em todos os tempos. Percebo a forma maravilhosa como Deus a vestiu de força e dignidade, lhe vestiu de autoridade diante de diversas situações, conciliando obediência e submissão a Deus!
Em Seu gracioso plano de salvação, envolveu mulheres das mais variadas classes e ocupações, numa época em que pouco ou nenhum valor se dava às mulheres e assegurou que seus nomes e seus feitos ficassem registrados como testemunho para as próximas gerações:
-Anas: inseridas no contexto eclesiástico, vivendo em suas angústias, mas exercitando sua fé!
-Déboras: que assumem posição de liderança e tomam atitudes capazes de mudar a vida de muitas pessoas!
-Dorcas: envolvidas em sua sociedade colaborando com seus ofícios!
-Esters: tecendo um pano de fundo político, salvando vidas!
-Rutes: prezando pelos valores da família!
-Saras: chamadas para crêr em milagres!
-Martas:prontas para servir!
-Marias: prontas para ouvir!
🌺Mulheres, Muralhas, Auxiliadoras,
Mães, Profetizas, Rainhas!
🌺Mulheres jovens, outras não tão jovens!
🌺Mulheres sofredoras, estéreis, mulheres sábias!
🌺Mulheres simples, importantes!
🌺Mulheres que não tiveram seus nomes revelados!
🌺Mulheres amigas, mulheres formosas!
🌺Mulheres prontas a ofertar suas últimas moedas, seu mais caro perfume, o sempre seu melhor aroma!
🌺Mulheres que testemunharam a gloriosa visão do túmulo vazio!
🌺Mulheres de ontem e hoje!
🌺Mulheres ungidas, comprometidas
com a obra do Senhor!
💍O valor de uma Mulher excede em muito o valor de finas jóias!
A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual e debaixo do braço para ser protegida e do lado do para ser amada!!!
FELIZ SEMANA DA MULHER

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil, comum nas fábricas durante o período.

O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas.

Em 1910, durante a II Conferência Internacional de Mulheres Socialistas na Dinamarca, uma resolução para a criação de uma data anual para a celebração dos direitos da mulher foi aprovada por mais de cem representantes de 17 países. O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações.

Com a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) eclodiram ainda mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917 (23 de fevereiro no calendário Juliano, adotado pela Rússia até então), quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra o Czar Nicolau II, as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra – em um protesto conhecido como “Pão e Paz” – que a data consagrou-se, embora tenha sido oficializada como Dia Internacional da Mulher, apenas em 1921.

Somente mais de 20 anos depois, em 1945, a Organização das Nações Unidas (ONU) assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres. Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o “8 de março” foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

“O 8 de março deve ser visto como momento de mobilização para a conquista de direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado em diversos países”, explica a professora Maria Célia Orlato Selem, mestre em Estudos Feministas pela Universidade de Brasília e doutoranda em História Cultural pela Universidade de Campinas (Unicamp).

No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram em meio aos grupos anarquistas do início do século 20, que buscavam, assim como nos demais países, melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas. A partir dos anos 1970 emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.

Quer saber mais?

Bibliografia
As origens e a comemoração do Dia Internacional das Mulheres. Ana Isabel Álvarez Gonzalez, 208 págs., Ed. SOF/Expressão Popular, tel. (11) 3105-9500

Assista o video de Mirair Andrade Soares https://www.youtube.com/watch?v=JKLgEgj4Leo

Crédito https://novaescola.org.br 

Assista Video.. cecibortoleto https://www.youtube.com/watch?v=c9ZJfSHVDic

” Mulheres que fizeram História, voce concordando ou não??

DEUS ABENÇOE TODAS AS GUERREIRAS

Fumar narguilé faz Mal???

Fumar narguilé faz mal?

Consumo do narguilé é 100 vezes mais prejudicial que o cigarro! Verdade ou farsa? (reprodução/Facebook)

Verdadeiro ou falso?

É verdadeiro! A informação é real! O narguilé é um tipo de cachimbo de água usado atualmente pelos jovens, na maioria das vezes, para o fumo coletivo. É comum encontrarmos adolescentes fumando o narguilé nas portas de bares e em casas de shows.

O funcionamento desse cachimbo é bem simples: Ao aspirar o ar pela mangueira, o ar aquecido pelo carvão passa pelo tabaco, produzindo a fumaça que passa pela água (onde é resfriada e filtrada). A fumaça segue pela mangueira até ser aspirada pelo usuário e expirada logo em seguida.narguile2

Aumento do uso entre os jovens

Um estudo feito em 2006, pela University Georgetown Medical Center, já demonstrava um aumento significativo dos adeptos desse tipo de fumo entre os jovens e, sobretudo, entre as mulheres. Desde aquela época, as pesquisas já apontavam para os riscos à saúde entre os usuários do narguilé.

Ainda em 2006, a Organização Mundial de Saúde divulgou um relatório mostrando que os cachimbos de água são mais prejudiciais do que os cigarros normais. O coordenador do relatório, o americano Douglas Bettcher, ainda foi além e afirmou que uma hora de consumo do Narguilé equivale a 200 cigarros.

O estudo pode ser lido na íntegra (em inglês, infelizmente) nesse PDF aqui. É assustador verificar que, de acordo com a OMS, mais da metade dos cerca de 1,5 bilhão de fumantes do mundo irão morrer por causa da dependência aos diversos tipos de fumo (e o narguilé está aí no meio).

Douglas Bettcher e mais um monte de pneumologistas – dentre eles, o brasileiro Ricardo Meirelles, da Divisão do Controle do Tabagismo do Inca – afirmam que por ser “filtrada”, a fumaça aspirada dá a falsa sensação ao usuário de que ela é mais pura do que a do cigarro normal, mas é só ilusão. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, além da fumaça vir carregada com mais de 4 mil substâncias tóxicas (que também estão presentes no cigarro comum), possui concentrações muito superiores de nicotina, monóxido de carbono, metais pesados e substâncias cancerígenas.

IMPORTANTE LEIA MATÉRIA RECENTE  Gasto com fumo cresceu 80%: qual o risco à saúde de produtos como narguilé?.. -ATUALIZADO 30/10/2019 https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2019/10/30/consumo-de-fumo-cresce-80-qual-o-risco-a-saude-de-produtos-como-narguile.htm

Onde há fumaça, há fumo

Água do cachimbo não purifica as substâncias perigosas do tabaco

1. No topo do narguilé fica o fornilho. É dentro dele que vai o fumo aromatizado. Sobre ele há uma folha de papel-alumínio furado (para deixar o ar entrar) e carvão em brasa.

2. Para fazer a fumaça “descer”, o fumante puxa o ar pela mangueira. O ar aspirado dá lugar a uma nova quantidade de ar vinda do fornilho: é a fumaça da queima do fumo.

3. A fumaça cria bolhas e atravessa a água, onde deixa parte das cinzas da queima e substâncias do tabaco. Do interior do vaso , ela segue pela mangueira até a piteira

Crédito da Matéria

Tem dúvida ainda … Segundo o médico clínico geral Célio Campos Borges, (Hospital Anchieta – DF Brasilia)     Assista https://www.youtube.com/watch?v=x_K6183_A0A

A mídia nos aprisiona, a palavra nos faz Reagir. por Joel Lima #Meditando

A imagem pode conter: 1 pessoa
Pr. Joel Lima

Vivemos dias onde a mídia tenta nos influenciar com informações estratégicas a fim de destruir os conceitos bíblicos.

Vivemos dias onde a mídia tenta nos influenciar com informações estratégicas a fim de destruir os conceitos bíblicos.

Uma maiores preocupações do Ap. João é que não houvesse alguém digno de abrir o livro da vida e revelar o que nele estava escrito.

A mídia de um lado, tenta nos influenciar a todo modo aceitarmos uma liberdade maquiada e maligna, enquanto a palavra de Deus afirma que Deus nos criou para governar sobre todas as coisas.
A mídia engana, a mídia disfarça, a mídia nos aprisiona.

Quando houve o combate entre os israelitas e os filisteus a mídia apresentou não só um gigante, mas um gigante com sua lança, sua armadura, com seu capacete e essas informações fizeram o rei Saul temer a ponto de desistir de guerrear.

É aí que um jovem convicto da fé que ele exercia entra em ação e nos ensina algumas lições: 
1 Samuel 17: 32-51

1 – “Não seja influenciado por aqueles que desistiram”.
Davi valorizou a unção que estava sobre a sua vida.

2- “As dificuldades servem de amadurecimento”.
Ursos e Leões nos preparam para enfrentar gigantes maiores.

3- “Não use vestes alheias”.
Davi recusou a roupa de guerra de Saul, pois era uma roupa manchada pelo medo e pelo fracasso.

4- “Não se cale com as ameaças do inimigo”.
O Gigante desprezou Davi por causa do seu tamanho, não aceite o menosprezo do inimigo, a bíblia diz que em Cristo somos mais que vencedores.

5- “A tua arma é mais poderosa do que a do inimigo”.
Golias tinha um bom equipamento de combate, mas Davi usou armas espirituais ao seu favor.

6- “Não de chances ao inimigo”.
Quando Davi derrubou seu adversário imediatamente ele cortou sua cabeça.

Precisamos ser radicais no nosso posicionamento. 
Cortar a cabeça do gigante é declarar que podem surgir outros adversários mas Golias não o incomoda mais.

Enquanto Golias tentou usar a mídia, Davi usou a fé. 
A midia tenta influenciar mas a palavra reage a todo tipo de ameaça.
Que a partir de hoje você tome posse da autoridade que está na palavra de Deus!

Pastor Joel

Cuidados na visita ao recém-nascido:15 dias de etiqueta

 

A ansiedade para conhecer um bebê que acabou de nascer é normal. Mas antes de sair correndo, preste atenção em alguns detalhes. Assim, você não corre o risco de ser inconveniente e atrapalhar esse momento tão íntimo e delicado

Por Vanessa Lima – atualizada em 11/08/2015 15h32

 

Você passou praticamente os nove meses acompanhando de perto a gestação da sua amiga, prima ou cunhada. Ou não. Mas simplesmente não resiste à notícia de um nascimento, ainda que seja do filho da irmã da tia da sua vizinha. A vontade de sair correndo para a maternidade ou para a casa dela e finalmente ver aquele rostinho é normal. Afinal, quem resiste a um bebê recém-nascido? A chegada de uma criança ao mundo é, sim, motivo de celebração. No entanto, é preciso ter calma, porque nesse momento, cria-se uma nova família, que precisa se conhecer e se adaptar às mudanças que acontecem bruscamente, mesmo que tenham sido precedidas por nove meses de preparação.

Para evitar gafes, confira as dicas abaixo antes de visitar um recém-nascido. Elas foram elaboradas na base da opinião de quem mais entende do assunto: as mães (todas seguidoras da Crescer no Facebook). Se você for a grávida, vale compartilhar a lista com amigos e familiares.

 
 

1. No hospital ou na maternidade?
Algumas mães preferem receber as visitas ainda no hospital, pela praticidade de poder contar com todo o suporte das enfermeiras para os cuidados com o bebê, por não precisar se preocupar com a organização e a limpeza da casa, nem com o que servir. Outras, acham os primeiros dias muito cedo, porque ainda estão conhecendo o bebê e preferem reservar esse momento íntimo apenas para a família. Para saber qual é o caso, não tem segredo: é preciso perguntar. Se o pai ou a mãe pedirem para que você espere mais algum tempo, não fique chateado. Respeite a decisão e visite-os no momento combinado. Quando começam a tirar os cuidados com o bebê de letra, geralmente depois do terceiro mês, as mães passam a adorar receber visitas. Isso porque acabam ficando muito tempo dentro de casa, só com a criança, e conversar com um adulto ajuda a espairecer.

2. Ligue antes. Sempre.
Visitas surpresas nem sempre são agradáveis. Com um recém-nascido em casa, então, pior ainda. Ligue antes de aparecer e combine com a família o melhor horário. O bebê ainda não tem horários definidos para dormir e você pode tocar a campainha bem na hora da soneca, que também é um dos poucos momentos que a mãe tem para aproveitar e descansar.

3. Coma antes de chegar e evite ir em horários de refeições
Quando nasce um bebê, a rotina da família se altera de tal forma que fazer uma refeição completa representa quase um milagre. Fazer uma refeição completa, sem deixar a comida esfriar é mais raro ainda. Então, evite combinar visitas em horário de almoço ou jantar. Mesmo que você deixe claro que não espera que os anfitriões sirvam nada, eles podem se sentir frustrados por não conseguirem oferecer algo. Além disso, você pode chegar bem na hora em que eles próprios estão comendo. Uma boa alternativa é fazer a visita e levar uma comida pronta, para oferecer aos pais, que nem sempre têm tempo de cozinhar.

4. Não leve crianças
Se você tiver outra opção, não leve crianças para visitar o recém-nascido. Isso porque os pequenos podem fazer muito barulho ou querer pegar o bebê e beijá-lo sem parar, deixando os novos pais em desespero e você em uma situação constrangedora. É o comportamento normal e esperado. No entanto, talvez as primeiras semanas não sejam o momento adequado para iniciar a convivência. É mais garantido aguardar alguns meses.

5. Não vá se estiver doente
Esse tópico dispensa explicações, mas, mesmo assim, é bom lembrar. Como o bebê acaba de chegar ao mundo, ainda não tem o sistema imunológico completamente desenvolvido, nem tomou todas as vacinas. Por isso, ele fica mais suscetível a ação de vírus e bactérias. Melhor se recuperar totalmente antes de conhecer o recém-nascido.

6. Não fume e não use perfumes
O olfato do bebê é muito sensível. Sem falar na possibilidade de ele ter uma série de alergias ou restrições, que ainda não foram diagnosticadas. Por isso, é de bom tom evitar expor a criança a cheios desnecessários. Não fume antes (e muito menos durante) da visita e esqueça os perfumes fortes. Melhor ainda se você esquecer os perfumes em geral.

7. Higiene reforçada
A maior parte das mães de recém-nascidos deixa bem aparente para as visitas um frasco de álcool-gel. Não é frescura, nem exagero. Se elas disponibilizam o produto, é porque querem que você use, principalmente antes de pegar o bebê. Não custa, né? Mesmo que elas não tenham um pote para oferecer, lembre-se de lavar sempre as mãos, para proteger o bebê.

8. Visitas rápidas
Visitar um recém-nascido significa, sim, que você se importa com ele, com a mãe e com o pai. Não dá para negar que é um sinal de carinho. Porém, para demonstrar toda a sua gentileza, você não precisa ficar horas e horas. O bebê pode ter tido cólica a noite inteira e, muitas vezes, os pais precisam descansar, em vez de fazer sala. A não ser, é claro, que eles peçam para você ficar – e aí, cabe a você a sensibilidade de interpretar se o pedido é real ou se foi feito apenas por educação.

9. Não peça para a mãe acordar o bebê
Sono de recém-nascido é sagrado. Pelo menos para os pais que passam dias e noites acordados, esperando ansiosamente pelo momento em que o bebê finalmente fecha os olhos e descansa. Assim, eles também podem dormir um pouco ou fazer outras atividades. Por isso, se bem na sua hora de fazer a visita a criança estiver dormindo, nem cogite a possibilidade de pedir aos pais que o acordem.

10. Não pegue na mão do bebê, não beije e nem pegue no colo, caso a mãe não queira
Você já reparou no número de objetos em que você encosta as mãos todos os dias? Chaves, paredes, dinheiros, celulares… Enfim, uma infinidade de itens que, para nós, adultos, são comuns, mas que, para recém-nascidos desprotegidos, podem ser fontes de vírus e bactérias. E bebês vivem colocando as mãos na boca. Então, evite pegar nos dedinhos do pequeno e também não o beije. Pegar no colo, só se a mãe oferecer.

11. Mão na massa
Se você for minimamente íntimo do casal, não pense duas vezes antes de arregaçar as mangas. Depois de ver o rostinho do bebê e de parabenizar os pais, faça o que puder para ajudá-los em casa. Lavar uma louça, passar uma vassoura no chão, estender a roupa que está dentro da máquina há um tempão ou até deixar uma comidinha pronta são tarefas simples e que se acumulam, por conta das novas demandas da família. Se for um amigo bem próximo ou da família, você também pode se oferecer para cuidar do bebê enquanto a mãe toma um banho ou faz uma refeição ou, então, levar o filho mais velho, se o casal tiver um, para dar um passeio. Acredite: estes serão os melhores presentes que você pode dar.

12. Segure os conselhos e palpites
Tudo o que uma nova mãe não precisa é de palpites. Nunca. Nem mesmo quando seu filho for mais velho. Mas, principalmente, nessas primeiras semanas, quando ela ainda está se adaptando ao novo papel, conselhos inconvenientes podem deixá-la irritada, insegura, triste… A reação depende do temperamento de cada uma. Portanto, evite ao máximo frases como “Dá uma mamadeira. Esse bebê deve estar com fome”, “Coloque ele no berço, se não vai ficar mal acostumado” ou “Deixa ele chorar um pouco. Faz bem para os pulmões”.

13. Não tire fotos, se a mãe não permitir
A gente entende que aquele rostinho é muito fofo, assim como a mãozinha, a roupinha e os cabelos e que, por isso, a vontade de fazer uma foto e postar nas redes sociais, para compartilhar com o mundo, é quase incontrolável. Mas segure-se! Só tire fotos e publique na internet se os pais permitirem. Ainda assim, evite o uso de flashes, que podem incomodar o bebê.

14. Não é festa, a não ser que a mãe queira
Se ao chegar na casa da nova família, você perceber que eles já estão com outras visitas, veja se não é melhor voltar outro dia. Muita gente conversando ao mesmo tempo pode deixar o bebê – e consequentemente seus pais – estressados. No entanto, algumas famílias têm preferido marcar um só dia e organizar uma pequena recepção, para que as pessoas conheçam a criança em um dia só. O encontro costuma ser marcado quando o bebê já tem três ou quatro meses. Assim, a mãe já está mais tranquila e consegue se preparar melhor. É uma maneira de não precisar se preocupar quando o bebê ainda é muito novinho e não ficar recebendo visitas todos os dias.

15. Hora de amamentar = hora de ir embora
Fique esperto. Se perceber que o bebê está reclamando e que pode ser fome, esse pode ser um sinal de que é momento de se despedir. Algumas mulheres se sentem constrangidas e preferem amamentar o bebê sozinhas, de maneira reservada. Principalmente no início, quando muitas não têm tanta prática, elas podem se atrapalhar e ficar inseguras ao oferecer o peito para o bebê. Fazer isso na frente de outras pessoas pode potencializar as dificuldades. Na dúvida, é melhor aproveitar para ir embora. Ou, então, ofereça para sair do local.

Fonte: http://revistacrescer.globo.com

Lançamento Dvd do Pioneiro do Reggae Nengo Vieira em SP Promoção para 300 pessoas que chegarem….confira

Nengo Vieira em SP 22/9/18

Promoção 20 reais para os 300 primeiros ganham 1 dvd

Após ingresso a 10 reais +1kg de alimento pra assist social da igreja

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

Lançamento do DVD do Nengo Vieira em Santos! ⠀⠀
Dia 22 de setembro, às 20h. Sábado!⠀⠀⠀
Reggae de qualidade.⠀⠀⠀
Ingresso: R$ 20,00 e você leva o DVD.⠀⠀⠀
Rua Clélia 1517 (em frente habibs-Terminal Lapa)⠀

Compre seu convite On line, espalhe esta idéia

https://boladeneve.com/eventos/bonsmomentosnengovieira

Conheça ….Djalma Ramos Vieira, conhecido como Nengo Vieira, nasceu na Cidade de Cachoeira, situada no reconvavo baiano. Desde sua infância teve afinidade com a música trabalhando em bailes, gravações e acompanhando vários artistas a exemplo de Tribo de Jah, Edson Gomes, Lazzo, dentre outros.
Em 82 deu início a sua carreira solo, buscando fazer um som reggae roots. Dentro desse processo de pesquisa, conheceu um amigo, também músico, que tinha o hábito de acordar bem cedo, fumar um cigarro de maconha e ler a Bíblia.
Logo Nengo assumiu esse mesmo hábito, e em meio a tão estreita afinidade, formaram um grupo de reggae chamado “Remanescentes”(Rm 9:27), com a proposta de anunciar o Evangelho através do reggae no meio secular.

Em 86, Nengo Vieira casou-se com Valéria Vieira, que se tornou vocalista integrante da banda. A banda “Remanescentes” durou quase 10 anos, e o grupo acabou em 93. Após a separação Nengo passou a ter sonhos e visões onde Deus mostrava uma mudança radical em sua caminhada.
Foi numa noite de abril de 94, fumando um cigarro de maconha em sua casa que Nengo sentiu um profundo constrangimento em sua alma, como já dizia o velho Isaías, capítulo 55 “…a Palavra de Deus não volta vazia”, foi quando Deus falou ao seu coração determinando que à partir daquele momento ele não fumaria mais, e que seria enviado a pregar as boas novas do reino às nações.

Nesse mesmo ano, 1994, passou a freqüentar uma congregação Batista em Cachoeira sob a liderança do Pr Jair Gonçalves e se batizou nas águas. Em 97, já residindo na Cidade de Salvador, foi batizado no Espírito Santo. Em 98 lançou seu primeiro cd, “Somos Libertos”, acompanhado pela banda Tribo d´Abraão.

Em 2002 juntamente com o empresário Rui Mascarenhas, lançou o segundo cd, intitulado “Mata Atlântica”, puro evangelismo na pegada do reggae roots.

Em 2003 mudou-se pra SP, ingressando no Ministério Bola de Neve sob a liderança do Ap Rinaldo Seixas e Pra Denise Seixas, onde foi levantado como diácono e Ministro de Louvor na congregação da cidade de Santos, juntamente com o Pr Eric Vianna e Pra Sheila Possi.

Reconhecido como missionário desse ministério, segue evangelizando vidas através do reggae. Em 2006 lançou simultaneamente dois cds, um ao vivo intitulado “Vem pro Caminho regar”, gravado na IBCA (Igreja Batista do Caminho das Árvores), em Salvador, e o cd CHAMA.

Nengo Vieira se tornou uma clássica referência no reggae, ele e sua esposa Valéria tiveram 5 filhos e seguem cumprindo seu chamado como evangelistas pelo Bola de Neve, levando a Palavra de Deus por onde passam, glorificando e exaltando o nome do Senhor Jesus.

22 de setembro 2018 ás 20 hs,  além de adquir o Dvd “Bons Momentos”,assistirá e entenderá porque ele é considerado a qualidade do Reggae…Espalhe…

Créditos: https://www.letras.com.br/ letras

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto

                          Compra On line

https://boladeneve.com/eventos/bonsmomentosnengovieira

Hoje tem Almoço com a Familia???

Quem nós pensamos que somos??? por Mr.pingo

A Lei da Atração

Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros. Muitas pessoas se queixam de que não recebem um tratamento bom o bastante. “Não me tratam com respeito, atenção, reconhecimento, consideração. Tratam-me como se eu não tivesse valor”, elas dizem. Quando o tratamento é bondoso, elas suspeitam de motivos ocultos. “Os outros querem me manipular, levar vantagem sobre mim. Ninguém me ama.”

Quem elas pensam que são é isto: “Sou um pequeno eu’ carente cujas necessidades não estão sendo satisfeitas.” Esse erro básico de percepção de quem elas são cria um distúrbio em todos os seus relacionamentos. Esses indivíduos acreditam que não têm nada a dar e que o mundo ou os outros estão ocultando delas aquilo de que precisam. Toda a sua realidade se baseia num sentido ilusório de quem elas são. Isso sabota situações, prejudica todos os relacionamentos. Se o pensamento de falta – seja de dinheiro, reconhecimento ou amor – se tornou parte de quem pensamos que somos, sempre experimentaremos a falta.

Em vez de reconhecermos o que já há de bom na nossa vida, tudo o que vemos é carência. Detectarmos o que existe de positivo na nossa vida é a base de toda a abundância. O fato é o seguinte: seja o que for que nós pensemos que o mundo está nos tirando é isso que estamos tirando do mundo. Agimos assim porque no fundo acreditamos que somos pequenos e que não temos nada a dar.

Se esse for o seu caso, experimente fazer o seguinte por duas semanas e veja como sua realidade mudará: dê às pessoas qualquer coisa que você pense que elas estão lhe negando – elogios, apreço, ajuda, atenção, etc. Você não tem isso? Aja exatamente como se tivesse e tudo isso surgirá. Logo depois que você começar a dar, passará a receber. Ninguém pode ganhar o que não dá. O fluxo de entrada determina o fluxo de saída. Seja o que for que você acredite que o mundo não está lhe concedendo você já possui. Contudo, a menos que permita que isso flua para fora de você, nem mesmo saberá que tem. Isso inclui a abundância. A lei segundo a qual o fluxo de saída determina o fluxo de entrada é expressa por Jesus nesta imagem marcante: “Dai, e dar-se-vos-á.

Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada, sacudida e transbordante, porque, com a mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.” A fonte de toda a abundância não está fora de você. Ela é parte de quem você é. Entretanto, comece por admitir e reconhecê-la exteriormente. Veja a plenitude da vida ao seu redor. O calor do sol sobre sua pele, a exibição de flores magníficas num quiosque de plantas, o sabor de uma fruta suculenta, a sensação no corpo de toda a força da chuva que cai do céu. A plenitude da vida está presente a cada passo. Seu reconhecimento desperta a abundância interior adormecida. Então permita que ela flua para fora. Só fato de você sorrir para um estranho já promove uma mínima saída de energia. Você se torna um doador. Pergunte-se com frequência: “O que posso dar neste caso?

Como posso prestar um serviço a esta pessoa nesta situação? Você não precisa ser dono de nada para perceber que tem abundância. Porém, se sentir com frequência que a possui, é quase certo que as coisas comecem a acontecer na sua vida. Ela só chega para aqueles que já a têm. Parece um tanto injusto, mas é claro que não é. É uma lei universal. Tanto a fartura quanto a escassez são estados interiores que se manifestam como nossa realidade. Jesus fala sobre isso da seguinte maneira: “Pois, ao que tem, se lhe dará; e ao que não tem, se lhe tirará até o que não tem.

Pense Nisso! 🤔

Mr.pingo
Instagram : @mrpingobrasil

Encontro Preparatório Movimento Nacional de Oração pelo Brasil..20/5/17

Nenhum texto alternativo automático disponível.

MV Bill: “As periferias querem um estado que funcione”

POLÍTICA

Criador da Central Única das Favelas, o rapper diz que a população carente rejeita políticas de inclusão que pareçam assistencialistas

MARCELO MOURA
07/04/2017 – 19h41 – Atualizado 07/04/2017 21h18
MV Bill, rapper e cofundador da Central Única das Favelas (Foto: Carlo Locatelli/Divulgação)
MV Bill, rapper e cofundador da Central Única das Favelas (Foto: Carlo Locatelli/Divulgação)
A Fundação Perseu Abramo, centro de estudos ligado ao Partido dos Trabalhadores, entrevistou moradores da periferia de São Paulo para entender como o partido perdeu esse eleitorado desde os protestos de 2013. Por oito eleições seguidas, desde 1988, esse eleitorado foi fiel ao PT.  Fundador da Central Única das Favelas (Cufa), o rapper MV Bill afirma que esse cenário se repete no Brasil inteiro.

ÉPOCA – Como o retrato da periferia de São Paulo, presente na pesquisa da Fundação Perseu Abramo, se compara a sua visão das periferias do Rio de Janeiro e às pesquisas feitas pela Cufa?
MV Bill –
A pesquisa mostra um dado importante, que não se aplica somente à periferia de São Paulo, mas às periferias do Brasil inteiro. Hoje não há espaço para partidos de extrema- direita, de extrema-esquerda. São discussões irrelevantes. As pessoas estão preocupadas com coisas mais importantes. É com a eficiência que o estado pode promover. Isso independe se é um estado grande ou um estado pequeno. Nas pesquisas feitas pelo Data Favela, em parceria com a Cufa, percebemos isso. As pessoas querem um estado que funcione. Que traga de volta, em políticas públicas, aquilo que é cobrado de forma brutal, em forma de impostos.

ÉPOCA – A pesquisa diz que o público da periferia rejeita políticas que aparentam “duvidar” das capacidades individuais, como as cotas. Por que uma iniciativa de proposta claramente inclusiva, como a cota, pode colher rejeição num segmento excluído da população?
MV Bill –
As políticas públicas, se forem apresentadas com caráter assistencialista, têm uma tendência a rejeição. Os números mostram que, com políticas públicas, como as cotas, famílias de renda historicamente baixa aumentam suas rendas de forma substancial. Mas as cotas não precisam ser perpétuas. A gente precisa ter mais investimento em educação. Em vários caminhos que a gente tente para o crescimento do Brasil, vamos esbarrar em educação.

ÉPOCA – Como a internet redefine a construção de identidade e participação social dos moradores da periferia? Como ela redefine o próprio conceito de periferia?
MV Bill –
A internet fez com a que as favelas conseguissem se comunicar. Hoje as favelas se falam, interagem e trocam experiências. A internet também é uma forma de ascensão e reinvenção para alguns moradores. Permitem a eles abrir seus negócios, ampliar seus negócios, melhorar sua perspectiva de vida. Sem falar do protagonismo que ela permite ao morador de favela. A invasão do Complexo do Alemão só teve uma cobertura ampla por causa das redes. Foi pela internet o lançamento de um partido, o Frente Favela Brasil. São coisas voltadas para pessoas pretas e faveladas, que muito provavelmente não teriam espaço na mídia convencional. A internet é um grande megafone, que a favela tem sabido usar de forma muito inteligente.

ÉPOCA – A pesquisa identifica o avanço das igrejas evangélicas como importante na mudança de comportamento. Ao mesmo tempo, a adesão à igreja evangélica vem acompanhada, ao menos na pesquisa, de uma tolerância a opções sexuais, descolada do discurso religioso. Por que esses moradores se aproximam das igrejas e por que essa aproximação é parcial?
MV Bill –
O crescimento das igrejas evangélicas é, na minha opinião, visto de uma maneira muito simplificada. Elas falam da prosperidade e das possibilidades, no terreno do discurso. Na prática, existe quase um networking, uma forma de trabalhar quase corporativista. O lojista evangélico sabe que seus irmãos de fé, moradores daquela favela, vão comprar no seu estabelecimento. E ele vai comprar material de quem também é evangélico. Na questão da tolerância, o evangélico atenderia sem nenhum tipo de preconceito pessoas de outra religião, de outra etnia, de opção sexual diferente… A tolerância, dentro de todas as favelas do Brasil, é quase uma necessidade de sobrevivência.

ÉPOCA – Como o ensino público prepara os cidadãos para o empreendedorismo? Onde eles encontram ferramentas?
MV Bill –
O ensino público não prepara os cidadãos para o empreendedorismo, muito menos para o mercado de trabalho. Simplesmente, não prepara. O que tem sido um alento, mas que não pode substituir o poder público, são ações como a que a Cufa tem feito pelo Brasil inteiro, mostrando a possibilidade para quem nasce no meio da precariedade, trocando a carência pela potência. Mostrando que é possível até no que é considerado o não lugar. De fato, o poder público não prepara o cidadão para ser um empreendedor.

ÉPOCA – Por que o político é visto como “mau-caráter”?
MV Bill –
O político é visto como mau-caráter porque a maioria das notícias sobre eles nos faz perder as esperanças, olhar para a política partidária como uma coisa ruim. Seria estranho se a pesquisa apontasse o contrário. A favela não está apartada do resto da sociedade. Assim como toda a sociedade, ela também está indignada com a classe política. A internet tem um papel relevante dentro disso. Em fazer com que as notícias cheguem rápido e as pessoas fiquem por dentro.

Fonte: http://epoca.globo.com/

MARCELO MOURA

Show Ao Cubo Perdeu??? Assista a cobertura e Fotos.Confira…próxima Canta Sampa

“Esta festa tem apoio e a marca #oprodutor #Indico e Voce pode ser nosso convidado

Assista Matéria Exclusiva Tv nas Ruas

 https://www.youtube.com/watch?v=49OBOcdYiaU

FOTOS DO EVENTO    Atualizado 10/4/17 19h

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas em pé, multidão e atividades ao ar livre

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, multidão e noite

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco e multidão

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, multidão e noite

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas no palco

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas no palco

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas no palco e multidão

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco e área interna

A imagem pode conter: 1 pessoa, no palco e área interna

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco e multidão

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco, show e área interna

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas no palco, show e área interna

A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas no palco e multidão

8-https://www.instagram.com/p/BSqrKiGg9fE/

9-https://www.instagram.com/p/BSpY3hRAC6a/  #Assista a Abertura do Show “Folego” A imagem pode conter: 2 pessoas, multidão e show

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sorrindo, multidão

12-https://www.facebook.com/borrachabeatboxII  #Assista o clima da festa

Créditos Fotos: Jeferson Nascimento, Mano Gds, Maurão O Lutador, Jackeh Garcia

Tv nas Ruas  – Carlinhos Periferia  http://www.tvnasruas.com.br

https://oprodutoroficial.wordpress.com informa 19horas 06/4/17 Ganhadores VIPs

 

 

 

 AO CUBO 08/4/17 show “Folego”
1-Jonilson C.Souza 2-Viviane S.Oliveira.
Agradecemos todos que participaram e fiquem alertas em breve ++++ promoções. DEUS ABENÇOE TODOS

Ao Cubo considerado um dos maiores grupos de rap do Brasil acaba de lançar pela gravadora Sony Music o quinto álbum de estúdio que leva o nome de “Fôlego”.
O disco que tem o circo como tema contém 13 faixas todas inéditas e composta pelos integrantes tem várias participações especiais como o pagodeiro Péricles, Ton Carfi e Kivitz. As músicas foram produzidas no estúdio WOW através do conceituado Willian Augusto. O single escolhido para este lançamento é “Abraço” e já está disponível em todas as plataformas digitais e rádios do gênero.
O Ao Cubo é composto pelos integrantes Feijão, Cléber, Dona Kelly e Fjay e possui 14 anos de carreira. Em sua discografia consta dois discos ao vivo, quatro trabalhos inéditos, além de um DVD de videoclipes e o DVD “Década” em comemoração aos 10 anos de carreira gravado com estrutura de mega produção no Memorial da América Latina em São Paulo.
E para o lançamento do novo álbum o Ao Cubo, prepara um mega evento o “Espetáculo Fôlego” para o dia 8 de abril na Arena Kyrios em São Paulo. O primeiro lote já está disponível no valor promocional de 30 reais. Além dos sucessos do grupo o show contará com performances artísticas da Trupe Cidade do Circo

08/04 a partir das 19h Show de lançamento do cd Fôlego do @aocubooficial na Arena Kyrios

R. Heliodoro Ébano Pereira, 267 – Lapa – SP

Ingressos R$30,00 no site aocubo3.com ou nos pontos de venda

👉🏾Venil cantareira

Av. Raimundo Pereira de Magalhães, 11.001

👉🏾kvraco

R. Serra de Juréa, 260 – Anália Franco

👉🏾Now nutrição esportiva

Shopping Aricanduva

Shopping Santana

Shopping internacional de Guarulhos

Shopping Ibirapuera

👉🏾Barbearia1980

R. Vista Alegre, 48 – Tatuapé 

Contato: Telefone 11 3129-5895

#Indico #AoCubo #Folego  #Oprodutor #DEUSNOCOMANDO
%d blogueiros gostam disto: