Arquivo do autor:Almir Lima oprodutoroficial

A importancia da Aliança Cristã, nestes tempos difíceis, por ADHEMAR DE CAMPOS

atualizado 29/7/2022

Estamos vivenciando dias de posturas,posicionamentos assertivos sem medo de Cancelamentos….O certo é CERTO e o errado é o ERRADO…..A maioria tem que prevalecer…porém amendrontados e emocionados muitos estão manipulando posições para não serem CANCELADOS e não perder público..

Não está díficil mas temos que nos posicionar e se algum momento vc leu o Manual de Sobrevivencia, se fortaleça e defenda……não esqueça “Sabemos que somos de Deus e que o mundo todo está sob o poder do Maligno.”LEIA O CAPÍTULO COMPLETO: 1 JOÃO 5 Guerreiros se posicione

Assista….

“Estamos vivendo tempos, o que está escrito no Manual precisa ser colocado em prática para o que oMelhor e o pior de DEUS possa acontecer….Esta Aliança é importante para que possamos passar pelos propósitos dele….e não adianta o homem tentar mudar…..
Provérbios 22:3 – O avisado vê o mal e esconde-se; mas os simples passam e sofrem a pena.

“Estamos vivendo tempos, o que está escrito no Manual precisa ser colocado em prática para o que oMelhor e o pior de DEUS possa acontecer….Esta Aliança é importante para que possamos passar pelos propósitos dele….e não adianta o homem tentar mudar….. “Conversão é Desconstrução” #Prontofalei

Provérbios 22:3 – O avisado vê o mal e esconde-se; mas os simples passam e sofrem a pena.

A importancia da Aliança, por ADHEMAR DE CAMPOS …. #simplesassim #JCisOne ADHEMAR DE CAMPOS 

https://www.youtube.com/watch?v=dBPCshBR_0w Assista este Corte do Hub

créditos:

Cortes do HUB [Oficial]

#Indico assista completo

#Indico- Assista tudo #Indico

Comunidade/Aliança #simplesassim

Por onde Andas Jogador Evangelista Amarildo,um dos pioneiros Atletas de Cristo??? #Testemunho

atualizado 27/7/2022

Por onde anda Amarildo aquele jogador de futebol??? que representa o verdadeiro Evangelista no esporte…

Saber que ele continua na missão com tantos projetos, nos dá esperança e fortalece nossa caminhada…que DEUS ABENÇOE TODOS OS GUERREIROS que como ele não vê barreira….e assim o evangelho na prática continua…..#TMJ

Finalizando a semana de julho 2022, com o objetivo de conquistar a vaga para a final do campeonato capixaba sub-17! DEUS ABENÇOE acompanhe ele https://www.instagram.com/amarildo9oficial/

Amarildo Souza do Amaral, o Amarildo, ex-centroavante do Internacional (RS) e São Paulo, nasceu no dia 2 de outubro de 1964.O curitibano Amarildo começou no Toledo (PR) e jogou também no Botafogo, entre 84 e 85, Inter de Limeira (SP), 85, XV de Piracicaba (86), Celta (Espanha), Lazio (Itália), Cesena (Itália), Logroñes – ao lado de Cléber – (Espanha), em Portugal, no União São João e encerrou a carreira no Bahia, em 97.Até hoje é lembrado por fazer 2 gols no Boca Juniors em plena La Bombonera

Assista e conheça ++++

Testemunho ministrado 3m 2014 na Itália (Missione Paradiso)

Resultado de imagem para amarildo lazio italia jogador de futebol

Primeiro Atleta de Cristo na Itália

Crédito: http://blogsoberanoarruda.blogspot.com.br

Exercendo o Verdadeiro Sacerdócio-por @danduke1

#taescrito#bereano
#pokazideia#sumemo
#paporeto#JCisOne
#tudoDEUS

Exercendo o Verdadeiro Sacerdócio-por @danduke1

#taescrito #bereano
#pokazideia #sumemo
#paporeto #JCisOne
#tudoDEUS

Festa Junina ou Julina???participar ou não?? #Leia

atualizado 10/7/2022

“Nesta data que atualizo, queria relatar que as festança não parou e com todos os cuidados necessários inclusive uso de mascara(pandemia não acabou) tenho participado e recomendo pois tem sido local de encontro inesperáveis com amigos,parentes e até inimigos, se é que me entende, e tem sido proveitoso pois temos que ser LUZ prá muitos….Prá todos está dificil a vida e através da nossa alegria temos sido benção na vida de muitos…..Sejamos usados…..que DEUS esteja conosco onde pisarmos.” #Ide Sempre #Prontofalei

Achei interessante posicionamento deste BATE-PAPO, da REDE SUPER, Cássio Miranda trocando idéias com os pastores José Horta e Rodrigo Bacelar.
Respeito a opinião dos que não concordam, porém pois minha infancia participei de muitos sem pular fogueira e subir no paú de sebo,mas lembranças maravilhosas da época que organizava no primário(desde de vender rifa, até ensaiar a quadrilha, que prá muitos saiam da rua e se divertiam sem culpa nenhuma …Isto sem contar que Niver da Minha Mãe(Dona Joana) que nasceu 24 junho, imagina pq o nome dela é Joana??? Festança que agora em moldes mais simples, reunimos tradcionalmente toda familia,vizinhos e muito forró de serra….. Se é pecado DEUS PERDOA, sabe nosso coração…..
Confira aíiii ….. se quiser opiniar, Opine…..

Resultado de imagem para Crente pode pular a fogueira??
Crente??? Pode ou não Pode ???

Confira posts Antonio Junior e Leandro Quadros ,quantos se perguntam quando na escola do filho tem a tal Quadrilha para ele dançar???  …. MEU TESTEMUNHO, minha mãe(católica,apóstolica romana como ela fala) nasceu no 24/6 dia que festeja São João e o nome dela é JOANA . Se tem momentos da minha infância que lembro com saudade eram destes dias onde  além da fogueira,forró,comida,com bolos,canjicas…batata doce assada na fogueira a reunião de todos os primos,tios,amigos da escola quanta alegria…. e agora em nossos dias Minha esposa faz um CRENTÃO delicioso(sem uso de pinga) e viva JESUS e #boracomer e aproveitar este momento com a família sendo LUZ sempre e não esqueça Glutonaria é pecado rs”. E só detalhe sempre Oramos no corte do bolo,Agradecendo sempre JESUS(pois tudo é dele)….Valeu João pela oportunidade de manifestar #JCisOne #ProntoFalei

“Olá, sou evangélico e sempre quando chega a época de festa junina, fico na dúvida se posso participar ou não. A minha igreja está promovendo uma festa junina gospel. O que você acha disso? Por favor, fale mais sobre esta festa.” 

R: A festa junina é tradicionalmente realizada para comemorar o nascimento de João Batista, que nasceu seis meses antes de Jesus. Durante a realização da festa junina, são usados diversos elementos simbólicos, como os fogos de artifício, bandeiras de santos, fogueira, quadrilha, comidas típicas, etc., cada um com o seu significado.

No entanto, muitas pessoas enxergam que a festa junina no Brasil, ganhou um status que vai muito além de uma festa religiosa. Ela é realizada em muitos locais, como qualquer outra festa, sem nenhum motivo religioso. As pessoas se aproveitam do clima com temperaturas mais baixas e das atividades para criar uma oportunidade de diversão.

Exemplos muito claros disso são as festas juninas em escolas, ruas, clubes, associações de moradores, estabelecimentos comerciais e outras instituições que não tem nada a ver com qualquer religião. Para elas, a festa tem apenas um fator social ou econômico. No entanto, fica a pergunta: “evangélico pode participar de festa junina?” Geralmente há três respostas que as pessoas costumam dar:

1) Sim. O evangélico pode participar de festa junina

Existem aqueles que dizem que o evangélico pode participar de festa junina por se tratar de uma celebração cristã. Nesse caso, eles defendem que a festa está ligada a personagens bíblicos, como João Batista, Paulo e Pedro. Isso já faz com que seja um evento cristão. Essa posição é defendida principalmente pela Igreja Católica.

e daí????

2) Não. O evangélico não pode participar de festa junina

Outras pessoas entendem que a forma com que o Catolicismo ensina sobre os santos não está de acordo com a Bíblia. A Palavra de Deus não menciona nenhuma festa ligada aos profetas ou apóstolos, nem a um ser humano canonizado pela igreja. Nessa visão, não existem santos mediadores, que intercedem por nós, pois, de acordo com a Bíblia, “há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus” (1 Timóteo 2:5). Essa é a posição defendida pela maioria dos evangélicos.

3) Depende. O evangélico pode participar, desde que seja festa junina gospel

Esse grupo de pessoas não concorda de modo nenhum com a festa junina católica e suas tradições religiosas. No entanto, eles são a favor de que festas caipiras evangélicas sejam realizadas. Essa posição é defendida por alguns evangélicos.

ANÁLISE

Antes de qualquer coisa, gostaria que você lesse estas palavras do apóstolo Paulo à igreja de Corintos:

Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria. Estou falando a pessoas sensatas; julguem vocês mesmos o que estou dizendo. Não é verdade que o cálice da bênção que abençoamos é uma participação no sangue de Cristo, e que o pão que partimos é uma participação no corpo de Cristo? Por haver um único pão, nós, que somos muitos, somos um só corpo, pois todos participamos de um único pão. Considerem o povo de Israel: os que comem dos sacrifícios não participam do altar? Portanto, que estou querendo dizer? Será que o sacrifício oferecido a um ídolo é alguma coisa? Ou o ídolo é alguma coisa? Não! Quero dizer que o que os pagãos sacrificam é oferecido aos demônios e não a Deus, e não quero que vocês tenham comunhão com os demônios. Vocês não podem beber do cálice do Senhor e do cálice dos demônios; não podem participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios. Porventura provocaremos o ciúme do Senhor? Somos mais fortes do que ele?” (1 Coríntios 10:14-22).

Um dos pontos que devemos destacar neste texto é que Paulo fala sobre a participação dos cristãos em refeições feitas no contexto de rituais pagãos. Ele afirma que o cristão não deve fazer parte das coisas relacionadas à idolatria, pois essa relação corresponde a uma “associação” com demônios. Para Paulo, o problema era que os cristãos, ao consumirem alimentos oferecidos aos ídolos, ignoravam sua comunhão com Deus na Santa Ceia, ou seja, se afastavam da aliança e, consequentemente, provocavam ciúmes no Senhor.

E como isso pode ser relacionado à questão da festa junina? A adoração aos santos é contrária aos mandamentos de Deus! Veja:

“Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e guardam os meus mandamentos” (Êxodo 20:3-6).

A festa junina está diretamente ligada à veneração aos santos da igreja católica e, por isso, são idólatras. O cristão deve seguir a Palavra de Deus acima de qualquer tradição religiosa, e ao saber que o Senhor não aprova a idolatria, ele não deve participar dessas celebrações.

Antigamente, eu acreditava que não tinha nenhum problema em uma criança evangélica participar das festinhas juninas da escola. No entanto, hoje penso que o melhor a ser feito é explicar as razões pelas quais não convém ela participar da festa. E o que podemos dizer do “caipira” que existe em cada um de nós e que nos faz querer acender uma fogueira, assar mandioca, batata-doce, comer bolo de fubá e outras delícias típicas da roça? Que problema há em realizar uma noite caipira, com músicas gospel e, quem sabe, até brincar de quadrilha? Por que não se pode criar uma festa com barracas típicas com a intenção de unir a igreja e atrair visitantes?

Eu entendo e respeito que muitos irmãos em Cristo não vêem problemas em realizar essas festas, contudo, acho que deve haver um bom senso e uma motivação maior do que apenas se divertir. Não podemos esquecer que fomos chamados por Deus para transformar o mundo e não imitá-lo (1 João 2:15-17). Existe também a questão da associação – é muito provável que, ao participar de uma festa junina gospel, as pessoas associem esse evento ao tradicional, de origem e significado idólatras. Então, realizar essa festa pode deixar alguns cristãos desconfortados, além de fazer com que os visitantes interessados na fé, exijam explicações da noite caipira gospel.

Por isso, creio que o mais adequado para nós, evangélicos, é considerar a festa junina como uma das coisas que Paulo chama de “lícitas, mas que não convém e não edifica” (1 Coríntios 10:23). Devemos pensar, antes de tudo, nos interesses do corpo de Cristo, e não em nossos próprios interesses.

Quero deixar claro que não sou contra comer bolo de fubá ou pé-de-moleque. Aliás, gosto muito dessas comidas. Nós podemos sim desfrutar de tudo isso, dentro de casa ou fora do contexto da festa junina. Não porque seja pecado, mas porque pode escandalizar e haver associações que denigram a Palavra de Deus. Agora, se você for convidado por parentes a ir em uma festa junina e achar que será um bom motivo para demonstrar seu testemunho cristão, ore e o Espírito Santo te guiará na melhor decisão!

#Fonte www.pastorantoniojunior.com.br

Prepare uma festa junina na sua casa
Deu água na boca, mas e aí tire suas dúvidas

É pecado comer algo vendido em festas juninas?

O que a Bíblia tem a dizer sobre o uso de alimentos vendidos em festas juninas? Algumas pessoas têm me perguntado se comer algo vendido em um lugar festivo não seria “tomar parte na idolatria”, já que tal alimento é disponibilizado em um contexto idólatra. Vamos analisar o princípio bíblico de 1 Coríntios 8. Muitos que vão para o lado do extremismo deveriam ler com atenção este capítulo. Por isso, iremos analisá-lo em três partes:

Parte 1: “No que se refere às coisas sacrificadas a ídolos, reconhecemos que todos somos senhores do saber. O saber ensoberbece, mas o amor edifica. Se alguém julga saber alguma coisa, com efeito, não aprendeu ainda como convém saber. Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido por ele. No tocante à comida sacrificada a ídolos, sabemos que o ídolo, de si mesmo, nada é no mundo e que não há senão um só Deus. Porque, ainda que há também alguns que se chamem deuses, quer no céu ou sobre a terra, como há muitos deuses e muitos senhores,  todavia, para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem existimos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual são todas as coisas, e nós também, por ele.” (1Co 8:1-6)

Ao tratar dos alimentos sacrificados aos ídolos em templos pagãos, Paulo afirma no verso 4 que, o ídolo “de si mesmo, nada é” e que “há senão um só Deus”. Portanto, achar que o alimento oferecido a um ídolo irá “contaminar espiritualmente” uma pessoa é falta de fé no único Ser (Deus) que pode permitir que algo nos aconteça. Se os ídolos não são reais, não há motivos para se preocupar com eles.

Parte 2: “Entretanto, não há esse conhecimento em todos; porque alguns, por efeito da familiaridade até agora com o ídolo, ainda comem dessas coisas como a ele sacrificadas; e a consciência destes, por ser fraca, vem a contaminar-se.  Não é a comida que nos recomendará a Deus, pois nada perderemos, se não comermos, e nada ganharemos, se comermos.” (1Co 8:7-8)

Mesmo que o comer um alimento oferecido a ídolo não influencie a vida espiritual, Paulo afirma que “não há esse conhecimento em todos”. Alguns, por terem tido familiaridade com a idolatria, ainda se sentem contaminados se comerem uma comida aparentemente “idólatra”. O apóstolo afirma que tais pessoas têm a consciência fraca e conclui: não é comida que nos recomendará a Deus. Por isso, nada iremos perder se não comermos e nada ganharemos se comermos. Portanto, o cristão é livre em Cristo para decidir.

Parte 3: “Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos. Porque, se alguém te vir a ti, que és dotado de saber, à mesa, em templo de ídolo, não será a consciência do que é fraco induzida a participar de comidas sacrificadas a ídolos?  E assim, por causa do teu saber, perece o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu.  E deste modo, pecando contra os irmãos, golpeando-lhes a consciência fraca, é contra Cristo que pecais.  E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo.” (1Co 8:9-13)

Nesse ponto a Bíblia equilibra o assunto e agrada a “gregos e troianos”. Apesar de o cristão ser livre para comer ou não um alimento dedicado a um ídolo, não deve usar de sua liberdade para ferir a consciência dos “fracos”. Paulo também afirma que pecar contra a consciência dos irmãos é pecar contra Cristo.

Desse modo, se o comer um alimento vendido em uma festa junina irá escandalizar um “fraco”, o melhor é não comer.

Podemos ver que, na perspectiva bíblica, nada há de mal em comer, por exemplo, uma pipoca que foi vendida em uma festa junina (se você não fizer parte de uma festa onde há bebidas alcoólicas – ler Sl 1:1-2). Porém, se isso fizer com que um irmão se escandalize, é melhor fazer a pipoca em casa.

Levemos em conta que nas festas juninas não se costuma oferecer os produtos alimentícios aos “santos”. Todavia, siga a sua consciência, como orienta 1 Coríntios 8:1-13.

Em qual dos dois grupos de 1 Coríntios 8 você se enquadra? Nos dos fortes ou fracos na fé? Isso é o que menos importa. O mais importante é que sua opinião seja respeitada – e que você respeite a opinião dos outros.

Um abraço,

Leandro Quadros.

www.namiradaverdade.com.br

Assista https://www.facebook.com/leandroquadrosnt/videos/1757988954217805/?hc_ref=NEWSFEED

O remanescente por Hudson Medeiros

O remanescente

“São aqueles que não se encaixam no sistema religioso e mantêm-se firmes naquilo que o SENHOR os mandou fazer e sempre desejam saber o que DEUS quer, e querem cooperar com o que Ele está fazendo.

O remanescente é profundamente comprometido com o REI e com o Reino, com os princípios e valores dos Céus; ele é comprometido com o amor e a justiça do Reino; ele tem o amor dentro dele e não está
preocupado com as estruturas religiosas, mas está focado em Jesus e nas pessoas.

Você tem de se posicionar como Abraão e viver todo o processo do chamado e propósito de DEUS para sua vida.

Ouça a voz de DEUS, obedeça-O e avance no seu destino.”

Trecho do livro “Chaves para seu chamado” de Hudson Medeiros. Link na BIO.

#PalavraDeDEUS#EspíritoSanto#BrasilDeJoelhos

#Indico este filme que mostra exatamente

Excelente trabalho do estúdio Unidub misturando o elenco paulista e o carioca de dubladores ,para o grandioso longa dirigido por Mel Gibson. Até o Último Homem…. Filmaço #Indico

‘The Chosen’: a série que mostra o encontro com Jesus Cristo como você nunca viu- Baixe aplicativo – Grátis #Indico

atualizado 20/6/2022 as 23h

Queria agradecer todos desta produção, pelo evento de lançamento social que contou com toda equipe de produção…..

em breve fotos

Produzida por meio de financiamento coletivo, série já foi vista por mais de 1 bilhão de espectadores em todo o mundo

Jesus abraça Simão Pedro, na série ‘The Chosen’ (Foto: divulgação VidAngel)

A vida de Jesus Cristo já despertou o interesse de inúmeros cineastas e foi retratada diversas vezes nas telas. Algumas dessas produções merecem destaque, como Jesus de Nazaré (1977), do diretor italiano Franco Zeffirelli, e A Paixão de Cristo (2004), dirigida por Mel Gibson. No entanto, recentemente, tem chamado a atenção do público cristão, especialmente dos católicos, a série norte-americana The Chosen (Os escolhidos).

Com efeitos visuais, dramaturgia e fotografia que não ficam longe das séries de sucesso da atualidade, The Chosen conta a história de Cristo a partir dos olhos daqueles que foram escolhidos por ele. Seu enredo parte dos relatos bíblicos da vida de Jesus de Nazaré, complementados com elementos fictícios que ajudam a compreender o contexto e dão personalidade àqueles que o seguiam – como Maria Madalena (Elisabeth Tabish), Simão Pedro (Shahar Isaac), Mateus (Paras Patel) e Nicodemos (Erick Avari) – e o impacto causado neles pelo encontro com aquele que mudou radicalmente suas vidas.

Dirigida por Dallas Jenkins, filho do célebre autor da série de livros “Left behind” (“Deixados para trás”), Jerry Jenkins, The Chosen é uma produção independente lançada pela plataforma de streaming norte-americana VidAngel  e pode ser assistida gratuitamente por meio de um aplicativo ou site próprios.

Sucesso

Outra curiosidade é que The Chosen tem superado expectativas e quebrado recordes desde que foi lançada. A série foi produzida por meio de uma campanha de financiamento coletivo (crowdfunding), que arrecadou mais de 11 milhões de dólares de 16 mil investidores. Foi reconhecida como o projeto de mídia que quebrou todos os recordes de produções por meio de crowdfunding em 2018. De acordo com a VidAngel, mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo já assistiram à série.

Além dos milhares de apoiadores, a série também tem batido recordes de aceitação e classificação. Ela está na lista das 250 melhores séries de todos os tempos da base internacional de dados sobre cinema, músicas e séries IMDb, ao lado de produções de gigantes do entretenimento como Netflix e HBO.

A primeira temporada conta com o piloto e mais oito episódios que retratam os primeiros milagres e ensinamentos de Jesus. A segunda temporada foi lançada no Domingo de Páscoa, 4, e pretende ter sete episódios, que ressaltam o relacionamento de Jesus com seus discípulos. Além de dirigir, Jenkins também escreve os roteiros da série, em parceria com Ryan Swanson e Tyler Thompson.

Diálogo de Jesus com Nicodemos, um dos personagens centrais da primeira temporada da série (Foto: divulgação VidAngel)
Como assistir?

A melhor forma de assistir à série é instalando o aplicativo oficial do projeto. Busque por “The Chosen” na Apple Store, para dispositivos da Apple (iPhone, iPad), ou no Google Play, para dispositivos com o sistema Android.

Com o aplicativo, é possível transmitir as imagens para TV através de dispositivos como RokuApple TVFire TV ou Chromecast. A série tem dublagem e legendas em português.

Também é possível assistir à série diretamente pelo site da VidAngel, com áudio original.

Realismo e profundidade

Além da qualidade cinematográfica, a série se destaca pelo fato de Jesus e seus discípulos serem retratados de maneira profundamente humana, permitindo que o espectador se identifique com as personagens e compreenda, com riqueza de detalhes, o significado dos acontecimentos narrados pelos evangelhos.

Maria Madalena, por exemplo, é uma personagem cujo passado é envolto em muitos mistérios e especulações. Os textos bíblicos, de fato, apenas confirmam que ela era aquela da qual Jesus expulsou sete demônios. É sobre essa informação que os roteiristas desenvolveram a narrativa e ajudam a entender o quando foi forte e transformador para ela o encontro com Cristo.

Nesse mesmo contexto, Nicodemos, o chefe dos fariseus que simpatizava com Jesus e o encontrava em segredo para não ser descoberto pelos membros de sua seita, é retratado com ênfase na sua curiosidade em conhecer aquele homem que atraía multidões e realizava milagres. Os gestos de Jesus provocavam nesse mestre da Lei uma inquietação que fazia com que questionasse tudo aquilo que tinha por verdade.

Simão Pedro, por sua vez, é mostrado como quem, de fato, era: um pescador, simples, mas, ao mesmo tempo, impulsivo e perspicaz. A narrativa também ajuda o espectador a compreender como o pregador de Nazaré tocou o jovem pescador a ponto de ele deixar tudo aquilo que tinha de mais essencial em sua vida para segui-lo aonde fosse.

Dallas Jenkins (centro) é o diretor e roteirista da série (Foto: divulgação VidAngel)

Como surgiu

Em entrevista ao site norte-americano Patheos, Dallas Jenkins, que se descreve como “evangélico que crê na Bíblia”, contou que, anos atrás, havia vídeos curtos sobre a passagens da vida de Jesus para ocasiões como o Natal e a Sexta-feira Santa e se questionava por que nunca houve uma série de várias temporadas sobre a vida de Cristo que realmente tratasse aqueles fatos com profundidade.  

O diretor enfatizou sua preocupação em contar uma história que envolvesse, de fato, o espectador com o a história e com a experiência vivida pelos “escolhidos”, a ponto de reconhecerem que são tão humanos como estes e, por isso, também podem segui-lo. “Já no primeiro episódio, quando Jesus nem apareceu ainda, já é possível perceber que não se trata mais de um projeto tradicional em que você apenas pega os versículos da Bíblia e os encena novamente”, afirmou.

Além do roteiro, houve uma grande preocupação com o realismo dos personagens e lugares. “Em termos de elenco, focamos encontrar o melhor intérprete para cada papel. Não procuramos celebridades. Nós nos esforçamos para garantir que somos o mais fiéis possível à localização e à época, de modo que os únicos caucasianos são os soldados romanos”, explicou o diretor ao site Aleteia.

Quanto à locação, foi escolhido o estado americano do Texas, onde foi recriada a cidade de Cafarnaum do tempo de Jesus.

Jonathan Roumie interpreta Jesus (Foto: divulgação VidAngel)

Jesus

O personagem principal da série é retratado da maneira como se imagina que as pessoas que viviam em sua época o viam: um ser humano. Ao contrário dos evangelhos que relatam as experiências e gestos de Jesus já a partir da compreensão que os apóstolos tiveram após os acontecimentos da Paixão, Morte e Ressureição, isto é, em uma perspectiva teológica, The Chosen mostra um Jesus de Nazaré como um homem comum, que comia, bebia, trabalhava, dançava e que interpelava as pessoas em meio aos acontecimentos cotidianos.

É nesse contexto de cotidianidade que Cristo inicia sua vida pública e começa a realizar os primeiros milagres, que intrigam e, ao mesmo tempo, atraem a atenção das multidões e das autoridades da época. Esse é outro aspecto ressaltado na série, a maneira como a comunidade judaica era oprimida pelo Império Romano, o que ajuda a compreender o que representava para aquelas pessoas a espera do Messias libertador e por que nem todos conseguiram compreender logo que esse era o carpinteiro de Nazaré.

Jesus é interpretado pelo ator Jonathan Roumie, católico praticante que afirmou em diversas entrevistas que pôde se aproximar ainda mais de Cristo por meio desse trabalho. Embora tenha dado vida a Cristo na série, o ator relatou que, na verdade, viu-se muito mais no personagem Pedro, identificando-se com suas imperfeições e lutas.

“Pedro era teimoso. Demorou algum tempo na vida para chegar ao ponto em que se humilhava, desistia. Mesmo assim, depois dois anos e meio ou três, ele ainda o nega”, disse Roumie ao site Patheos, acrescentando: “Só pela graça de Deus nos levantamos de novo, como Pedro fez. Nisso é o que a fé em Jesus Cristo realmente consiste”.

 Roumie usa as redes sociais para evangelizar (reprodução do Instagram)

Apostolado

O sucesso nas telas atraiu muitos seguidores para Roumie nas redes sociais. Sua interação com o público, porém, vai além da relação entre astro e fãs. Nesse período de pandemia, ele apresentou aos seus seguidores do Instagram . Ele afirmou que, acima de tudo, a oração o ajuda a manter o foco na “missão de Cristo, a missão de tudo o que é bom para mim”, afirmou.

Dallas Jenkins acredita que anunciar o Evangelho de Cristo é urgente, sobretudo em tempos de pandemia. Por esse motivo, a série continuará disponível gratuitamente.

O diretor deseja produzir sete temporadas, contando todo o ministério de Jesus até a morte e ressurreição.

Assista ao trailer oficial da primeira temporada de The Chosen:

Como Baixar…..é simples Assista

Créditos: https://osaopaulo.org.br/

Tribo de Jah 35 anos de Reggae #FoiAssim SP…Confira

Atualizado 27/6/2022 9h

Realmente passa um filme em nossa cabeça, já fazem 35 anos que conhecí esta formação que se tornou lendária no cenário do Reggae….Só Agradeço à DEUS,estar presente sentindo falta do grande Zé Orlando agora Banda Pedra Rara, Maestro Nonato e Frazão(aposentaram), mas com satisfação de ver Pedro,João Beydoun fortalecendo da epopéia TRIBO DE JAH, verdadeiro reggae roots do Brazil…. eo mais importante foi que o Ingresso 1kg de alimento doado para Associação Cultural Reggae(São Miguel Paulista) #maximoRESPEITO……Grato por fazer parte desta caminhada…….e que Venha +++++ Reggae

atualizado 20/6/2022 – 13h

#FoiAssim Fauzi Beydoun +Preta Cin&Banda Roots trio em Osasco 19/6/2022

Fauzi Beydoun em Osasco, foi festa total para os regueiros que superolotaram 7 anos da Tribos Jah

e com Roots Trio e Cin Preta que abriu com a sonzeira (cover da Dezarie)…… não deixou ninguem parado com as pedradas e histórias do Magnata, sente aíiii

Abertura com @preta_cin e Roots Trio

Domingo dia 19/06/2022, em Osasco teremos Apresentação Especial com o Artista Fauzi Beydoun, o vocalista, guitarrista e principal compositor do grupo TRIBO DE JAH, um dos grupos-base do Reggae Brasileiro.


Fauzi faz parte dos maiores nomes do reggae com reconhecimento nacional e internacional. E comemorará conosco o aniversário de 7 anos do Tribos Bar.
Neste dia teremos apresentação com Banda Roots Trio e Preta Cin com o especial DEZARIE, evento Flash Tattoo, teremos também DJ, e o lançamento da marca Xeque Mate e muito mais. O evento será para 200 pessoas, a casa recomenda chegar cedo.
Evento imperdível garanta já seu ingresso.
Local
Tribos Burguer N Bar
Avenida Diogo Antônio Feijó, 464, Km 18
Osasco, 

Se liga no convite especial 😱 Aniversário de 7 anos – Tribos Bar convida @fauzibeydounoficial @tribodejahoficial

Domingo dia 19/06/2022, em Osasco teremos Apresentação Especial com o Artista Fauzi Beydoun, o vocalista, guitarrista e principal compositor do grupo TRIBO DE JAH, um dos grupos-base do Reggae Brasileiro.

Fauzi faz parte dos maiores nomes do reggae com reconhecimento nacional e internacional. E comemorará conosco o aniversário de 7 anos do Tribos Bar.

Neste dia teremos apresentação com Banda Roots Trio e @preta_cin com o especial DEZARIE, evento Flash Tattoo com nossa parceira @dalitattooink teremos também DJ @dj_p_e_u e o lançamento da marca aqui no local @xequematebebidas e muito mais.

O evento será para todas as idades, a casa recomenda chegar cedo.

1º LOTE R$30,00

2º LOTE R$40,00

3º LOTE R$50,00

E na 6@feira 24/6/2022 na zona norte Imperdível

Dia 24/06 a Tribo tem encontro marcado com vocês!
Um show especial em comemoração aos nossos 35 anos ❤️💚💛
No show de abertura tem o magnatinha @joaobeydoun 🔥
O DJ Stranjah fica no comando da sequência 💥🔈
e omais importante ENTRADA 1kg de alimento Não Perecível

e na 6@feira 24/6 Zona Norte tem

IMPERDÍVEL – IMPERDÍVEL – IMPERDIVEL- IMPERDIVEL

26/6 Dia Internacional do Combate às Drogas,prá que??? comemorar??? Lembrar???cadê a solução

atualizado 30/5/2022

Cracolandia SP – Cena do dia 12/05/2022(quinta – feira) às 14h – novo local Santa Cecilia-SP…esquinta com Av São João(Cartão Postal de SP)….26/6 vamos comemorar o quê??? até quando???

“Este dia não é prá comemorar e sim REPENSAR e COBRAR das nossas autoridades posicões mais Assertivas,nunca esquecendo também de perguntar O que estamos fazendo também,futuro está próximo e não reclame da colheita que está por vir” #ProntoFalei

Dia Internacional de Combate às Drogas é lembrado em Xaxim - Município de  Xaxim

Em 1987 a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o dia 26 de junho como o Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas. Esta data foi criada para conscientizar a população global sobre essa temática, enfatizando a necessidade de combater os problemas sociais criados pelas drogas ilícitas, além de planejar ações de combate à dependência química e o tráfico de drogas.

Atualmente o uso e abuso de álcool e outras drogas constituem um dos mais importantes problemas de saúde pública no mundo, considerando-se a magnitude e a diversidade de aspectos envolvidos.

Fontes:

Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime

Universidade Federal do Espírito Santo. Centro de Estudos e Pesquisa sobre Álcool e outras Drogas – CEPAD

Notícias

A magnitude do problema do uso indevido de drogas, verificada nas últimas décadas, ganhou proporções tão graves que hoje é um desafio da saúde pública no país. Além disso, este contexto também é refletido nos demais segmentos da sociedade por sua relação comprovada com os agravos sociais, tais como: acidentes de trânsito e de trabalho, violência domiciliar e crescimento da criminalidade.

Os motivos que podem levar uma pessoa a se entregar ao vício de drogassão vários e vão desde a necessidade de aceitação por um grupo até um problema de cunho familiar ou emocional. Da mesma forma são inúmeras as pessoas que se aproveitam disso para traficar e obter lucros com as fraquezas alheias.

 

Mas como resolver essa situação? O tráfico cresce porque cresce o número de usuários de drogas.

Este número aumenta porque aumenta o tráfico de drogas.

Isso significa que não adianta combater às drogas simplesmente como um “problema de polícia”.

Não adianta lutar contra o tráfico, enquanto crime, e esquecer de lutar contra às causas que levam as pessoas ao consumo e a dependência química. O combate às drogas deve se dar também no âmbito educacional, psico-social, econômico e até mesmo espiritual.

Muitos setores da sociedade já perceberam isso e, em conseqüência, aumentam as campanhas de combate às drogas e as organizações que visam a recuperação de dependentes químicos e sua reintegração na sociedade. Exemplo desse esforço social foi a campanha da Fraternidade de 2001, da Igreja Católica, cujo tema foi, “Vida Sim, Drogas Não”

Hospitais,Clinicas de recuperação e Igrejas evangelicas que mantém grupos de dependentes e co dependentes com acompanhamento semanalmente seguindo os programa 12 passos

Saiba como agir – Tente conversar e mostrar ao dependente químico quais os danos que o vício está causando na vida dele, bem como apresentar-lhe soluções viáveis. Caso o viciado já esteja numa fase crônica, não relute em encaminhá-lo para uma clínica de recuperação; mas não deixe de comunicá-lo anteriormente.

A ajuda e as dicas de um profissional competente, como um psicólogo ou psiquiatra, são de extrema importância para o próprio dependente e para aqueles que têm que lidar com um. Outro fator relevante é tornar o dependente ciente de seu comportamento quando está sob efeito da droga e as conseqüências que ele traz para si e para as demais pessoas.

Fonte: UFGNet

#FoiAssim “Um Por todos na Quebrada(Zona Oeste -18/06/2022- Ao Cubo,Lito Atalaia,

atualizado 20/6/2022 12h

Parabéns por todos envolvidos, inclusive os voluntários da @ibmdaf @apertooplay e todas bandas que fizeram um final de semana abençoado…… @Almir.Lima.54 #sóagradeço o reencontro de amigos,guerreiros que fortaleceram este projeto “Um por todos na Quebrada”

Sente um pedacinho do que tolou com AO CUBO

ZONA OESTE – 18/6/2022 Ao lado da Estação trem Vila Aurora..atividades,ação social e recreação …Entrada 1kg de alimento Shows Ao Cubo,Jessica Augusto,Lito Atalaia,Dj Dri, One Service,Rogerio Templo Soul #UmporTodosnaQuebrada #Indico #aperteoplay

ZONA LESTE das 13 às 19horas Travessa Gamelinha Vila Matilde atividades,ação social e recreação
Shows Ao Cubo, Dj Dri ,Dexter,Expressao Ativa,Ericka Nascimento,Lito Atalaia

“Alcoólatra” e “Alcoolista” conheça a diferenças entre os termos.Aumento consumo durante a Pandemia

atualizado em 30/5/2022

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro do Fígado (Ibrafig) mostra que 55% da população brasileira tem o hábito de consumir bebidas alcoólicas, sendo que 17,2% delas declararam aumento do consumo durante a pandemia de Covid-19, associado a quadros de ansiedade graves por conta do isolamento social.

De acordo com o levantamento, uma em cada três pessoas no país consome álcool pelo menos uma vez na semana. O consumo abusivo de bebidas alcóolicas foi relatado por 18,8% dos brasileiros ouvidos na pesquisa. Os dados foram levantados com base na resposta de 1,9 mil pessoas, espalhadas pelas cinco regiões do país.

O estudo mostra ainda que, em média, os brasileiros ingerem três doses de álcool por ocasião, o que representa 450 ml de vinho ou três latas de cerveja. Para a especialista em doenças e em transplantes de fígado, Liana Codes, o consumo da população brasileira é acima do recomendado pelos órgãos de saúde.

“O resultado nos mostra que a população tem um consumo importante de álcool, com frequência e numa quantidade significativa a cada ocasião. O consumo considerado adequado é não mais do que 14 gramas – que equivale a uma dose 45 ml de destilado, 150 ml de vinho ou uma lata de cerveja, por dia” disse Liana Code à CNN. leia completo https://www.cnnbrasil.com.br/saude/mais-da-metade-dos-brasileiros-acima-de-18-anos-consome-bebidas-alcoolicas/#:~:text=Uma%20pesquisa%20realizada%20pelo%20Instituto,por%20conta%20do%20isolamento%20social.

Assista matéria….https://youtu.be/cCwHLCEsy9k

crédito https://www.cnnbrasil.com.br/ atualizado em 30/5/2022 20h

Alcoólatra” ou “Alcoolista???

 
“Sabe agora em fevereiro 2021 muitas pesquisas querendo entender a diferença  Alcoólatra e Alcoolista, enquanto o mundo está se matando com ódio,guerra,falta de amor e outras drogas….Nossos jovens estão morrendo, saiba que tudo começa com um copo na mão” https://www.instagram.com/almir.lima.54/ #prontofalei

OS TERMOS “ALCOÓLATRA” E “ALCOOLISTA” SÃO USADOS, QUASE QUE INDISTINTAMENTE PELA COMUNIDADE CIENTÍFICA E PELO PÚBLICO LEIGO PARA DEFINIR A “DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL”.

O TERMO “ALCOÓLATRA” FOI UTILIZADO POR MUITOS ANOS PARA DESIGNAR AQUELES INDIVÍDUOS QUE BEBIAM ABUSIVAMENTE E QUE, POR CONTA DISTO, TINHAM UMA SÉRIE DE PROBLEMAS DECORRENTES DO USO DO ÁLCOOL. O USO DO TERMO “ALCOÓLATRA” É INADEQUADO, POIS CONFUNDE O DEPENDENTE DO ÁLCOOL COM ALGUÉM QUE “IDOLATRA” O ÁLCOOL E QUE, POR CONTA DISTO, “ESCOLHE” OU “OPTA” CONTINUAR FAZENDO USO DA SUBSTÂNCIA A DESPEITO DOS PROBLEMAS.

PADRÕES DE CONSUMO DO ÁLCOOL NA POPULAÇÃO BRASILEIRA QUE ELA GERA PARA O BEBEDOR E PARA SEUS FAMILIARES. O TERMO “ALCOÓLATRA’, PORTANTO, ESTIGMATIZA E ROTULA O BEBEDOR COMO ALGUÉM QUE ESTÁ FADADO A UMA CONDIÇÃO DE DEPRECIAÇÃO, FRAQUEZA E FALTA DE ESCOLHAS, POIS PRIVILEGIA O ÁLCOOL ACIMA DE TODAS AS COISAS.

ESTA CONDIÇÃO NÃO É VERDADEIRA, VISTO QUE, QUANDO A DEPENDÊNCIA ESTÁ INSTALADA, EM MUITAS OCASIÕES, O INDIVÍDUO BEBE PARA MINIMIZAR OS EFEITOS DA ABSTINÊNCIA ENTÃO PARA TER PRAZER.

O TERMO “ALCOOLISTA”, POR SUA VEZ, É PROPOSTO POR ALGUNS PESQUISADORES COMO UMA ALTERNATIVA MENOS ESTIGMATIZANTE, VISTO QUE, O TERMO COLOCA O INDIVÍDUO COMO ALGUÉM QUE TEM “AFINIDADE” PELO ÁLCOOL E NÃO É “SEDUZIDO” POR ELE. O TERMO ALCOOLISTA FOI UTILIZADO EM SUBSTITUIÇÃO AO TERMO “ALCOÓLATRA” A FIM DE NÃO RESPONSABILIZAR UNICAMENTE O BEBEDOR PELOS PROBLEMAS DECORRENTES DO USO DO ÁLCOOL, MAS SIM, RECONHECER QUE O ÁLCOOL É UMA SUBSTANCIA LÍCITA, SOCIALMENTE ACEITA E DISPONÍVEL,MAS QUANDO UTILIZADA EM GRANDES QUANTIDADES E FREQUÊNCIAS EXPÕE O BEBEDOR A MUITOS RISCOS.

A EXPRESSÃO MAIS ADEQUADA PARA DESIGNAR O INDIVÍDUO QUE TEM SINTOMAS FÍSICOS DESENCADEADOS PELA FALTA DO ÁLCOOL, ASSIM COMO OUTROS PROBLEMAS DECORRENTES DO USO DESTA SUBSTÂNCIA É “DEPENDENTE DO ÁLCOOL”. A DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL É UMA CONDIÇÃO CLÍNICA QUE QUANDO IDENTIFICADA É CONFERIDO UM DIAGNÓSTICO E UM TRATAMENTO PARA O INDIVÍDUO A FIM DE QUE ELE POSSA SE RECUPERAR E VOLTAR A TER UMA VIDA DENTRO DE UM CONTEXTO SOCIAL CONSIDERADO NORMAL.

 

NOS GRUPOS DE ALCOÓLICOS ANÔNIMOS SEUS FREQUENTADORES COSTUMAM USAR OS TERMOS ACIMA COMPLEMENTANDO COM O TERMO EM RECUPERAÇÃO TIPO: ALCOÓLICO EM RECUPERAÇÃO, ALCOÓLATRA EM RECUPERAÇÃO ENTRE OUTROS DEPENDENDO DA REGIÃO.

%d blogueiros gostam disto: